JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Um novo iluminismo sem pretensões à verdade? Henri Atlan, expoente do pensamento da complexidade, chama de razão mística o modo de a tradição judaica lidar com a narrativa bíblica. Um bom exemplo seria a passagem bíblica das “águas amargas” (Números, 5:5-31.). O texto diz que uma mulher suspeita de adultério deve ser submetida ao ritual de beber das “águas amargas”. Se fosse culpada, o seu ventre incharia e, diante da prova, ela seria condenada ao apedrejamento até a morte.

Diante deste mandato divino, os talmudistas, Paulo de Tarso não gostava deles, afirmaram que tais decisões “nunca aconteceram e nem acontecerão”. Por quê? Explica o Talmud: Na medida em que se multiplicaram os transgressores, as águas amargas foram suspensas. Ou seja: aplicar uma pena de morte exigiria um mundo de homens perfeitos.

Como a perfeição nunca aconteceu, acrescentou Maimônides no século XII, o mandato das “águas amargas” jamais foi praticado. A racionalidade talmúdica, apesar de lidar com um texto sagrado, foi capaz de entender a impossibilidade de submeter as mulheres a uma exigência de santidade que ninguém seria capaz de realizar.
O Talmud, por depender da reflexão humana, dispensa a necessidade de seres iluminados capazes de conversar com Deus. Deu preferência a conversar com o outro. O estudo isolado é desencorajado pelo Talmud. A presença de um companheiro impede que algum devoto ache que o divino esteja conversando com ele e se autodenomine guardião da verdade revelada..

O que liga o judeu ortodoxo, que assassinou uma moça na parada do orgulho gay em Jerusalém, ao ortodoxo islâmico que destrói esculturas, escraviza, ou impõe a pena de morte a mulheres adulteras? O de Jerusalém, e todos os que o apoiam em atos ou silêncios, se revelou um transgressor da religião que pretende representar. Quanto ao islâmico, este toma ao pé da letra a mesma bíblia que os judeus, seus autores originários, preferiram interpretar para não matar.

Por razões diversas, falta a ambos uma boa e preventiva razão mística.

Exibições: 96

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço