JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Andei nos ultimos meses lendo o tratado More Nevuchim (Guia dos Perplexos ), onde é sem duvida um dos tratados mais importante e contagiante escrito por esse sábio Judeu Moshê ben Maimon (Maimônides) ou simplesmente Rambam , principalmente no que se trata sobre o conceito o que é Deus.

Na verdade fiquei mais ainda surpreendido sobre essa grande contribuição que nos proporciona Maimônides a nos Judeus seculares humanista, por isso resolvi participar a vocês um pouco dessas idéias, que vai parecer um pouco difícil, mais vale o esforço.

Maimônides foi um grande conhecedor do pensamento das filosofias Aristóteles e Platão, sendo o primeiro a por em prática a tentativa de conciliar o pensamento bíblico com a filosofia grega, postura bastante revolucionaria e desafiadora em seu tempo, que com certeza vai ser a chave mestre para o que vai começar escrever Tratado More Nevuchim (Guia do Perplexo) em 1186 e termina-lo em 1190.

A Importância desse tratado de Maimônides é que ele nos apresenta uma ética de validade universal, não só para judeus, mas para todos, e trata de um dos temas mais complicados que é a questão sobre quem é Deus?
O Incrível é a preocupação desse nosso grande sábio que faz um desafio intelectual com objetivos pedagógicos, e ajuda a nos pessoas comuns a fazer parte desses pensamentos procurando com toda a dificuldade filosófica ser mais compreensível, a essa  questão tão complexa sobre quem é Deus .
Maimônides parte do principio que Deus é a origem de tudo e está em tudo que existe, Deus está em cada coisa que vemos e também em tudo que não podemos ver ou sentir devido a nossa impossibilidade Humana.
Deus é a própia existência de Tudo que existe, e ele está no tempo e no espaço. Deus é Unidade, é Único, é igualmente e é Tudo.
O mais surpreendente é que para Maimônides não há, lugar para qualquer oposição ou diferença entre Natureza e Deus. Para ele o conceito de Deus é o mesmo que dizer as ações naturais ou como dizia Espinosa "Deus Natura
Nesta importante revelação de Maimônides nos ajuda a entender que provavelmente a origem do pensamento das idéias de Espinosa " Deus Natura" devem ter partido dos princípios das idéias de Maimondes,na qual Espinosa foi acusado de manifestar em sua visão Panteísta ,um tipo de e ateísmo que o levou ao seu isolamento comunitário.


 Para Maimônides, Deus é tudo, é eterno, mas também é a Primeira maquina geradora de tudo que existe neste mundo e Universo, e se ele é eterno e se está em tudo, podemos concluir que ele é a primeira causa de tudo , portanto está livre do conceito tempo e de espaço, ele é um, único que está no sempre e no presente. Nesta sua logica nos transmite que se ele é tudo então não existe a possibilidade humana de ter qualquer conhecimento sobre ele..
Eu sei que parece complicado essa idéia, e até agonizante esse pensamento , mais na verdade Maimônides faz um esforço enorme para nos fazer a praticar o ato do pensar . Ele acredita se ele é tudo, ele é único e está presente em tudo então é impossível para nos seres humanos compreender sobre o que seja em sua totalidade Deus
Talvez seja essa a nossa grande dificuldade humana de acreditar numa visão maximalista do monoteísmo Judaico, na qual acreditamos em um Deus que è Tudo , é único, mais ele está fora de nossa possibilidade de compreensão.
" Há coisas que estão dentro do âmbito e da capacidade de apreensão da mente humana; há outras que o intelecto não pode, de maneira alguma, captar – as portas da percepção estão fechadas". More Nevuchim I:31
O que nos conforta é que dentro de nossas impossibilidades humanas podemos ainda ver , sentir, cheirar, tocar e se deslumbrar das partículas de sua criação, essas partículas estão presentes e está em cada um de nos , em cada detalhe da natureza , em cada ser vivo, é como se o Tudo o Único estivesse sempre presente em nossas vidas.
Vale a pena pensar sobre esse nosso desconhecimento total e absoluto sobre Deus, talvez seja a maior prova de que Ele existe.
Talvez o segredo e a formula de conhecer um pouco a Deus é conhece-lo através dessas suas partículas que estão bem em frente de nos e,que nos proporciona as emoções da vida, o amor e esse equilíbrio que é a Natureza.
Uma vez quando estava ao lado de uma cachoeira junto com um grupo de amigos alguém exclamou! " Veja Deus" e todos riram mesmo assim alguém perguntou " a onde " e ele respondeu dentro daquela linda Borboleta azul. "
Maimônides defende em seus princípios ,que qualquer coisa que possamos imaginar sua existência são admissíveis. Portanto Deus Existe! O mundo é uma criação de Deus, a imaginação também! Como escreveu Maimondes "Os peixes nadam e os pássaros voam" queria dizer que , a existência é algo concreto, é a natureza das coisas.

Como Espinosa, Maimônides foi também muito criticado por suas idéias principalmente escritas no tratado More Nevuchim (Guia dos Perplexos) foi acusado, pelo rabino de Montpellier na França de conturbar a ordem da visão de um Deus Sobrenatural, seus tratado foi interditado e proibido entre os alunos, que ficaram sob pena de expulsão da comunidade judaica, também os padres dominicanos e franciscanos procuraram formas para confiscar e queimar os seus livros acusado de heregia.

Para os judeus seculares humanista que tem uma visão Panteísta o pensamento de Maimônides no tratado More Nevuchim (Guia dos Perplexos) é de extrema importância, pois ele é essencialmente pedagógico onde mostra que conhecimento é contínuo, nos aponta a necessidade de ampliarmos nosso aprendizado sobre as leis da natureza que é a base de se poder refletir na sua complexidade sobre esse grande mistério que é Deus.

O sábio Alberto Einstein, quando perguntaram se ele acreditava em Deus ele respondeu : " Acredito no Deus de Espinosa".
Talvez se fosse possível perguntar a Espinosa se ele acreditava em Deus ele provavelmente responderia " Acredito no Deus de Maimondes"

Exibições: 744

Responder esta

Respostas a este tópico

Jayme, você faz uma ótima 'introdução' ao 'Moréh Nevuchím', resolvendo um grande problema para muita gente, que já ouviu falar nesse livro mas não tem o tempo necessário para estudá-lo. Gostaria de saber se nele Maimônides propõe realmente uma ética, ou se é você que deriva a ideia de uma ética universal da ideia dele, de um Deus Universal.

Abração. Davy.

Prá falar a verdade, eu nunca tinha ouvido falar de Panteísmo em Maimônides. Não me lembro de nenhum autor dizendo isso. É surpreendente essa sua percepção. Ainda mais ao afirmar, no final, que Spinosa poderia ter chegado à sua ideia a partir de Maimônides. E o modo como você encerrou o texto é muito bom. Col haKavód!!!

Bom resumo, Jayme. Não sabia desta visão do Maimonides. Ele assim faz a ponte entre Ciência e religião. Afinal de contas, ele era médico, um cientista. Me faz pensar que nesta visão a questão da existência de Deus fica resolvida. Mas ao mesmo tempo, Deus sendo tudo, acaba também não sendo, no sentido de ser uma entidade clara e distinta. É tudo, a Natureza é Deus, então OK, a questão de acreditar está resolvida, Deus é o que há. Ihyeh acher ihyeh disse ele a Moshe, não foi?

Abraço,

Gerry

Chalom Jayme, chabu'á tob á todos. Se me permite tenho muito a comentar sobre vossa exposição, permita-me?  Sou talmid Torá Rambamim.

 

Shalom Nehemia, Voce não necessita permissão !

Fica a vontade em fazer seus comentarios!

Um grande abraço e Shavua Tov!

O Panteísmo de Maimônides Por Jayme Fucs Bar

O Panteísmo de Maimônides Por Jayme Fucs Bar

Todah rabbah, Jayme! Há bastante tempo iniciei uma tentativa de aproximação entre o ensinamento bíblico de Rambam, a teoria crítica de Espinosa e a cosmologia de Einstein e o seu texto caiu como uma flor, florescendo em nossa espiritualidade como a natureza que se manifesta divina --a idolatria (avodah zarah) seria justamente não reconhecer a natura naturans do Criador em tudo que se torna natura naturata e objeto de contemplação, manipulação e, muitas vezes, adoração indevida --de criaturas que negam o reinado soberano de Adon Olam sobre todas as coisas. Estritamente falando, não há panteísmo em nada disso (nem mesmo em Espinosa), apenas uma crítica radical ao antropomorfismo e a formas sutis de idolatria por parte daqueles que permanecem na superficialidade do devir do ser. Shavua tov! Publiquei algumas reflexões sobre isso em meu Tractatus politico-theologicus, disponibilizado em PDF neste link: http://media.wix.com/ugd/48d206_7f70eb9032734cd2aa07815abd51c202.pdf

O Panteísmo de Maimônides Por Jayme Fucs Bar

Irmãos, brevemente vou publicar ensinamentos sobre Deus ou o Eterno Criador, como gosto de me referir ao Supremo Ser. Aqueles que tem inspiração dos ensinos cabalísticos ou viveu entre os Essênios em uma de suas existências passadas, poderá compreender melhor a Natureza Divinaivina sem a confundir com a natureza. Jesus, o filho do Carpinteiro José, dialogou com os Essênios. Como ensaio lanço uma premissa: como um caranguejo pode entender o vôo da águia e suas características? Se ele vive na lama e não tem capacidade cognitiva para conhecimentos outros, senão o da natureza instintiva para sobreviver no lamaçal? O que somos, se comparados à Deus?

Responder à discussão

RSS

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço