JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Parashá Vaiehi

Comentário

A Parashá Vaiehi traz uma mensagem interessante ao registrar de uma só vez o falecimento de duas figuras singulares da Torá: Yaakov e Yosef; encerrando assim o Livro de Bereshit e a Era dos Patriarcas de Israel.

No entanto, é interessante ver como Yaakov pressente o momento de sua morte, assim como seus pais Avraham e Yitzchak também pressentiram. Algo curioso, não? Se levarmos em consideração que esse instante traduz um elemento peculiar e sensível da vida humana: o fim.

E refletir sobre isso talvez se torne mais suave quando aprendemos o que pensava Rabbi Simeon ben Lakish (200 d.C - 275 d.C.) sobre o fim: “devemos ter a certeza de que seremos sim removido deste mundo, mas não morreremos!”.

E por que segundo ele não morreremos mesmo diante do fim físico?

Na história de Yaakov vemos que de fato nosso patriarca foi um grande homem, que resistiu e viveu a muitas coisas e ainda teve oportunidade de deixar seu legado na vida de cada um de seus filhos refletindo até também na vida de cada um de nós que fazemos parte desta grande família de Israel.

E inspirados na sua vida e em paralelo a nossa, o que talvez Rabbi Simeon ben Lakish mais quisesse ensinar com sua frase é que nosso ciclo sobre a Terra pode até ser fatal e determinado, mas nossos feitos sobre ela, nossas ações e o que fazemos, é o que nos torna, mesmo após o fim físico ainda vivos, quer seja eternizados pelo nosso legado e história, quer seja na memória de quem nos ama.

Raone Ibrahim

Fonte: Torá e Midrash Tanchuma, Vayechi 2 Cap. 1 a 17.

Exibições: 31

Responder esta

Respostas a este tópico

Shalom Raone, Muito bom! Se puder envie mais dessas parashot  para o nosso site. Muito Obrigado pela contribuição 

Se vc desejar tem um grupo de Parashat J]Hashavua no site na qual voce  pode publicar nesse espaço 

Responder à discussão

RSS

© 2022   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço