JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Entre o joio e o trigo: reflexões sobre centro e periferia no Judaísmo Humanista – Elias Salgado

Entre o joio e o trigo: reflexões sobre centro e periferia no Judaísmo Humanista – Elias Salgado


Sabe o q. me ocorre quando vejo as colocações e atitudes de movimentoa humanistas israelenses, a exemplo daTmurá? Me faz lembrar todo o esforço do sionismo socialista dos pioneiros construtores do estado judeu, que voltaram as costas para milenios de diáspora, com o objetivo de "apagar" todo vestígio de um rico judaísmo diaspórico e foram "engolidos" pela realidade da riqueza de um judaismo multifacetário cultural e etnicamente falando, mas cujas bases tradicionais e religiosas são as mesmas. - judaísmo puro e simples.
Além disso, este processo interno israelense, tanto a nível do político ( q. é o seu apelo maior), quanto de uma maneira judaico humanista de ser, muitas vezes me soa novamente, como apenas uma tentativa de se diferenciar/contestar a religião"oficial"( especificamente em sua faceta fundamentalista).
Estou plenamente de acordo, em parte, com a legitimidade de uma luta política humanista que faça retroceder o processo fundamentalista,mas temo que se cometam excessos e se repitam erros em Israel, como no caso dos cometidos pelo movimento "chiloni"(secular), no passado, como citei antes.
Para nós que vivemos fora de Israel, cabe não "comprar" o pacote da forma como ele vem. Separar o joio do trigo é um bom princípio. Acho uma vantagem nossa ( dos da diáspora) que não estamos pressionados pela necessde de nos impor e tentar preponderar tb. como força política.
Lembro q. um dos nossos raciocínios, não era necessariamente a preocupação com o avanço da ortodoxia por aqui, mas sim a constatação de q. existe um enorme universo de pessoas q.não "se encaixam" nos modelos/propostas q. temos em nossa "praça judaica", e o fato de sua existência é que determina nossa realidade/possibilidades de ter com quem trocar, dialogar, atuar e tentar mudar as coisas, sem amarras sem excesso,sem as tradicionais “imposições centro-periferia”, de forma lenta, gradual e principalmente natural.

Exibições: 102

Responder esta

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço