JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Quase sempre que estou de visita a cidade de Tzfat algo acontece, vejo isso como um tipo de aprendizado espiritual que você tem que está receptivo para receber o que pode te acontecer.

Desta vez conto para vocês um historia muito especial sobre um ex viciado em drogas de nome Sion o "Dono da Praça" ! E Isso aconteceu à algum anos atrás, onde , levei um casal de turista para almoçar na "praça de alimentação" que nada mais é que 5 lojinhas bem pequenas que vendem falafel, Pizza, e saladas etc.. sempre quando tem muitos turista na praça a situação é de maior desorganização , pois não existe mesa e cadeiras suficiente para todo mundo e as filas são totalmente amontoadas.

Nesse dia, logo quando chequei mandei o casal entrar na fila do falafel e eu corri para garantir um lugar para eles sentarem, e logo vi um banco, onde tinha um lugar vazio no meio e logo fui sentando para garantir pelo menos um lugar para um de meus turistas , sentei ao lado de uma senhora e de outro um Homem bem magro com uma aparência bem acabada, mais com um ar de felicidade no rosto , ele segurava sempre um saco plástico na mão e assim que levantava deixava o saco no banco , como forma de garantir o seu lugar, fiquei observando e vi que quando ele levantava era para arrumar as mesas e as cadeiras, procurava de uma forma ou outra dar ordem no lugar e nas filas, ele estava sempre disponível a resolver os conflitos que surgia na praça, ele se comportava como o verdadeiro " Dono da Praça" dava ordem para os lojistas e para os clientes como se fosse uma autoridade máxima desse lugar! Achei aquilo muito extranho e logo que ele voltou ao seu lugar, perguntei

" O Sr. Trabalha na Praça? " Ele me respondeu de uma forma firme e segura " Sou Voluntário venho aqui algumas vezes por semana nesse horário somente para ajudar as pessoas e os comerciantes essa é a forma que posso fazer algo para agradecer ao Todo poderoso que me tirou das drogas" Mais complementou " Mais estou proibido de sair de Tfat! Se saio dessa área a vontade da droga vem de imediato!"

A Minha curiosidade aumentou ainda mais e perguntei ao Sion " Que Historia é essa de você não pode sair de Tzfat? " E Assim Sion me contou, que já não usava drogas à mais de 18 anos me explicou que ele nasceu e viveu em Tel Aviv e desde de adolecente era viciado em droga e tinha sido preso tantas vezes por roubo e furto e violência que tinha perdido as contas, sua família o levou varias vezes para casa de tratamento mais ele sempre fugia, mais sua vida vai mudar no dia em que seu pai o levou para passar um Shabat na casa de um amigo em Tzfat, Nesse dia fizeram o kabalat shabat e jantaram e logo depois do jantar o desejo da droga era grande e saiu para caminhar sem rumo pelos becos da cidade estava perdido e muito confuso, foi quando se sentou numa ladeira onde tinha uma grande escadaria o lugar estava completamente vazio e derrepente viu um homem muito velho descendo as escadas e parou perto dele colocou a mão em sua cabeça e perguntou

" Voce quer ficar livre dessas drogas?" E Sion respondeu da forma mais simples possivel " Baruch She Ken" ( Claro que sim) Então disse o velho volta para casa de onde estas e diga em todo o caminho essa sua frase " Baruch She Ken" ( Claro que sim) e o velho Homem sequiu seu caminho e desapareceu.

Sion fez exatamente como pediu o velho homem e voltou para casa do amigo do pai dizendo repetidamente varias e varias vezes a simples frase " Baruch She Ken " ( Claro que sim) E nessa noite dormiu como um anjo como jamais tinha dormindo em sua vida , e em todo o Shabat nem pensava na droga, sentiu que um milagre aconteceu como tivesse encontrado naquela noite o Eliau Hanavi , logo chegando no domingo ele e seu pai se despediu do amigo e juntos foram pegar o ônibus de volta a Tel Aviv, Sion nunca tinha se sentindo tão bem em sua vida como nesse final de semana ,mais o ônibus começou a sair da cidade de Tzfat , e junto a vontade da droga voltou ainda mais forte do que nunca .

Sion, contou ao seu pai o que se passou na noite do Shabat e disse que tinha que voltar para Tzfat e que estava predestinado a viver nesse lugar até os seus últimos dias de sua vida e assim fez saltou na primeira estação e pegou o primeiro ônibus de volta a Tzfat e logo que chegou nos arredores da cidade a vontade da droga desapareceu.

Eu olho para Sion e vejo lagrimas escorrendo em seus olhos , e assim ele me disse "Sabe por que estou chorando? Eu fui abençoado!! Jamais poderei sair dos arredores de Tzfat mais aqui estou protegido! "

E eu respondi ! "Baruch she Ken" Claro que sim!!

Exibições: 115

© 2020   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço