JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

DIFERENÇA NA ALIMENTAÇÃO DE ROSH HASHANÁ.

Comidas típicas

Como todas as festas, Rosh Hashaná tem as suas comidas típicas:

Chalá (Pão) - Trançado de forma arredondada, que simboliza a natureza cíclica e eterna da vida, expressa a esperança de que o ano vindouro será completo e não será interrompido por alguma tragédia. Alguns costumam assar as chalót de Rosh Hashaná em forma de espiral, simbolizando o desejo de que nossas preces ascendam aos céus e que possamos crescer, ética e moralmente, ao longo do ano"

Mel - O costume de comer coisas doces em Rosh Hashaná tem mais de 1500 anos. Ele expressa a esperança de que a doçura permeie a vida dos judeus no ano vindouro. Lêcach (torta de mel) é uma palavra hebraica que significa "porção". Serve-se torta de mel com a esperança de que, quem observar as tradições judaicas, será abençoado com uma " boa porção", um conceito expresso no Livro dos Provérbios (4:2) " Eu vos dou uma boa doutrina (lêcach), não abandoneis Minha instrução".

O peixe - é o prato principal dessa ocasião, e para o dono da casa serve-se a cabeça, como recordação da promessa bíblica: "O Senhor, teu D-us te colocará como cabeça, e não como cauda; estarás sempre por cima, e não por baixo, si ouvires os mandamentos do Senhor teu D-us...".
Devido sua multiplicação rápida, o peixe é um símbolo tradicional de fertilidade.
Uma fruta que ainda não se comeu aquele ano - o que representa o princípio de algo.

No segundo dia muitos judeus têm por tradição comer uma fruta que ainda não se comeu naquele ano. A bênção especial pronunciada quando se realiza uma ação pela primeira vez é o Shehecheiánu, que expressa a gratidão por ter alcançado este importante momento da vida com boa saúde e em paz. A romã é muito popular, porque tem muitas sementes, o que simboliza a esperança de que no ano vindouro, a pessoa realizará muitas ações meritórias.

Um dos pratos típicos incluidos tradicionalmente no cardápio é:

tzimmes, rodelas de cenoura refogadas com mel. A simbologia é tripla:
1)as rodelas douradas lembram moedas, símbolo da prosperidade;
2) cenoura em ídish é meiren que significa multiplicar
3) adocicado que significa doçura para o Ano Novo.

Diversas verduras e legumes são servidos em Rosh Hashaná devido as suas conotações simbólicas.

Os sefaradim costumam comer alho-poró e abóbora, pois o Talmud afirma que essas
plantas são de crescimento rápido e são sinal de abundância
No centro da mesa, os sefaradim colocam um traskal, uma cesta contendo diferentes espécies de frutas, principalmente as que contêm bastante sementes, para que as boas ações sejam numerosas no ano vindouro, como as sementes dos frutos.
Os Sefaradim comem cabeça de peixe assada no forno pois “devem manter-se sempre no topo e não na cauda com suas cabeças bem no alto”
No Egito costuma-se comer lentilhas verdes simbolizando abundância e fecundidade assim como romã salpicada de flor de laranjeira água e açúcar, alimentos brancos (geléia de coco) para trazer alegria e paz. Costuma-se comer uma fruta nova da estação.

.Os chassidim comem beterrabas (selek em hebraico) porque seu nome se assemelha a histalek que significa remover - remover os inimigos do nosso meio.

A sobremesa típica de Rosh Hashaná, principalmente entre os ashkenazim é o leikach, bolo de mel. Muitos judeus evitam comer durante as Grandes Festas, doces feitos com nozes, porque o valor numérico da palavra egoz, que significa noz é igual ao da palavra chet que significa pecado.
Os Ashkenazim comem a chalá recheada com passas

Os Ucranianos evitam comer pepinos, picles e raiz forte e alimentos azedos.
Seguindo essa linha come-se azeitona verde no lugar da preta.
Os judeus marroquinos costumam ter sempre na sua mesa o couscus de Sete Legumes para trazer boa sorte, assim como todo tipo de alimento de formas arrendondadas como grão de bico, ervilhas,gergelim e etc., para que o ano seja cheio e redondinho.


RECEITA


CARPA A MODA HEBRAICA

1 carpa de 1 kg mais ou menos
50 g de amêndoas
2 cebolas grandes
30 g de passas sem sementes
1 colher (chá) de açúcar
pimenta do reino
sal

MODO DE PREPARO

Limpe a carpa e lave-a. Tempere com sal e deixe reserve durante ½ hora.. Pique bem as cebolas, as amêndoas. Corte a carpa em postas. Reserve.
Espalhe a cebola picada no fundo do refratário e distribua as passas por cima.
Em seguida, coloque as postas de peixes na forma e tempere com sal e pimenta a gosto. A seguir polvilhe com o açúcar. Espalhe também as passas e amêndoas picadas.
Regue com um pouco dágua e leve ao forno branco. Na hora de servir, arrume o peixe numa travessa e regue com o próprio molho.


TORTA DE MEL

FARINHA DE TRIGO 220 g
AÇUCAR 160 g
AMÊNDOAS 180 g torradas
OVOS 3 Unidades
MEL 250 g
CAFÉ BEM FORTE 3 colheres (sopa)
ÓLEO 1 colher (chá)
MANTEIGA OU MARGARINA
FERMENTO EM PÓ ½ colher (chá)
BICARBONATO DE SÓDIO ½ colher (chá)
CHERRY BRANDY OU RUM 1 ½ colher (sopa)

MODO DE PREPARO
Bata os ovos, junte o açúcar e continue batendo até obter uma mistura crescida e espumosa. Acrescente o mel, o café (pouco a pouco), o óleo e o brandy ou rum. Mexa para ligar bem os ingredientes. Misture a farinha com o fermento, o bicarbonato e as nozes mpídas. Despeje na tigela dos ovos e mexa muito bem.
Unte uma forma com manteiga ou margarina e forre-a com papel manteiga. Despeje a massa e nivele com uma espátula. Leve ao forno moderado durante 45 minutos mais ou menos. Quando estiver pronto retire do forno e deixe esfriar na própria forma. Desenforme com cuidado.

Exibições: 246

Respostas a este tópico

ROSH HASHANÁ - CURIOSIDADES E RECEITAS - Revista Cozinha Judaica

RSS

© 2020   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço