JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Bnei Anusim Retornam ao Judaísmo no Brasil


28/02/2014 - 21:41 - Durante os dias 17 à 20 de fevereiro a Congregação Judaica P´nei Or coordenou trabalho para o retorno de Bnei Anusim ou “filhos dos forçados” (descendentes de judeus perseguidos pela Inquisição), na sua sede, na cidade de Petrópolis, Rio de Janeiro. O Beit Din (Tribunal Rabínico) foi presidido pelo Rabino Abraham Deleon Cohen, da Abarbanel Foundation de Miami (EUA) e seguiu todas as determinações daHalachá (Lei Judaica).

Rabino Deleon, é membro da Rabinical Association of Greater Miami e também do IFR - International Rabbinic Fellowship, Nova Iorque, EUA. É conhecido pelo se trabalho em várias comunidades de Bnei Anusim em países da América Latina, Europa e África. Além disso, exerceu os cargos de Rabino no Peru, na Colômbia e nos estados norte-americanos de Connecticut e Carolina do Norte.

Ao todo, 19 pessoas foram selecionadas para o processo, sendo avaliadas pelo Beit Din em diversos quesitos: documentações relacionadas à descendência, práticas judaicas em família, além das questões Haláchicas (de lei judaica). Todas passaram por entrevistas pessoais, para checagem das informações coletadas, além de avaliar seus conhecimentos e real desejo com relação ao Judaísmo. Vale lembrar que estes selecionados são uma ínfima parcela das inúmeras pessoas de várias partes do Brasil que candidataram ao Beit Din.

Em seguida, os candidatos fizeram uma declaração pública ao Beit Din, de compromisso com a Fé Judaica, renunciado a quaisquer resquícios de práticas religiosas do passado. Todo o processo envolveu Mikvê (imersão ritual), Brit Milá (circuncisão, no caso dos homens), além de muito empenho por parte de pessoas que vêm praticando e estudando Judaísmo há anos e pela primeira vez tiveram a oportunidade de estar em uma sinagoga, de fato. Candidatos vieram de Belém (PA), Porto Alegre(RS), Curitiba (PR), Ilhéus (BA) e Petrolina (PE), Juiz de Fora (MG), Nova Iguaçu (RJ) Itaboraí (RJ), Niterói (RJ) e Rio de Janeiro (RJ).

O Beit Din, que atuou durante quatro dias na sinagoga, finalizou seu trabalho com a entrega dos certificados de retorno (dentre os quais sete foram conversões), Bar e Bat Mitzvá, além das Ketubot(contratos religiosos de casamento). A cerimônia foi prestigiada por personalidades da Comunidade Judaica carioca, em especial sefaradita, que interagiu com os retornados numa bela festa, que coroou o trabalho. Este foi o terceiro Beit Din desta natureza no Brasil. O primeiro ocorreu em 2009, em Porto Seguro (BA) e o segundo em 2012, também pela P´nei Or.

O Brasil possui o maior número de Bnei Anusim em todo o mundo, fruto da terrível perseguição conduzida por séculos durante a Inquisição, que matou milhares de judeus, além de forçar um número ainda maior à conversão ao cristianismo. Segundo a maior autoridade no assunto, a historiadora Dra. Anita Waingort Novinsky, da USP, - que conhece e apóia o trabalho de retorno - existem milhões deles, sendo que hoje o mundo está experimentando como nunca, um despertar de pessoas buscando retornar às suas origens

Isaac Kayat
Presidente da Sinagoga P'NEIOR

Exibições: 923

Comentar

Você precisa ser um membro de JUDAISMO HUMANISTA para adicionar comentários!

Entrar em JUDAISMO HUMANISTA

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço