JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

JERUSALÉM - O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, acusou o Irã de "desestabilizar" a ordem mundial e pediu que outros países ajudem a deter as "agressões" iranianas. As declarações foram feitas durante uma sessão do Parlamento israelense e também foram reproduzidas pelo Twitter do premiê.

Oren Ziv/EfeDeclarações de Netanyahu foram feitas no Parlamento e reproduzidas em seu perfil do TwitterNetanyahu novamente alegou que o Irã está por trás dos atentados desta semana contra as embaixadas de Israel em Nova Délhi, na Índia, e em Tbisili, na Geórgia, além do episódio da explosão de uma bomba em Bangcoc, na Tailândia. O premiê afirmou que, "se essas agressões não cessarem, se espalharão para muitos outros países".

"O Irã é o maior exportador de terrorismo do mundo e ameaça o equilíbrio mundial. As atividades terroristas do Irã ficaram claras para todos", disparou o primeiro-ministro. No Twitter, ele ainda disse que os iranianos atacam diplomatas e que as nações de todo o mundo devem denunciar tais ações e "traçar linhas vermelhas contra as agressões".

Israel acusa o Irã e o Hezbollah, grupo radical libanês aliado do regime dos aiatolás, de estarem por trás dos incidentes. Teerã, porém, nega e afirma que é o Estado judeu que está envolvido em todos os casos.

As acusações são feitas por Netanyahu no mesmo dia em que o Irã revelou uma nova geração de centrífugas de enriquecimento de urânio e anunciou o abastecimento de seu reator nuclear com combustível produzido no próprio país, elevando as polêmicas sobre seu controverso programa nuclear.

http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,israel-acusa-ira-d...

Exibições: 38

Respostas a este tópico

Jayme, acho importante fazer a marcação corpo a corpo aos dirigentes de Israel, a cada momento.

Infelizmente Netanyahu não tem condição moral de fazer esse tipo de acusação ao Irã. Acho que devemos reconhecer que, lamentavelmente, Khamenei e Netanyahu/Liberman se merecem.

Com o processo de obstaculizar o processo de paz Israel/Palestina através da insistência na expansão de assentamentos e demolições de casas, Israel tem sido também um fator de desestabilização da ordem mundial. Com o agravante de transmitir à opinião pública mundial a impressão de ter poder sobre os Estados Unidos (como fez ao humilhar Obama no Congresso norteamericano, ao anunciar novas construções nas datas de visitas de autoridades norteamericanas, ao recepcionar festivamente em Israel um senador da extrema direita norteamericana, e como pressionou os Estados Unidos a tentarem impedir a aceitação da Palestina na Unesco). 

Acho que este tipo de notícia, ao ser divulgada, merece uma análise crítica, para que os leitores possam se informar de maneira diferente do que o fazem através da grande imprensa.

Meu ponto: acho muito importante que as comunidades judaicas passem a ouvir com descrédito o que dizem Netanyahu e seus companheiros da coalizão de direita, até que o descrédito cresça a tal ponto que as principais lideranças de cada comunidade se vejam na obrigação de dizer a este governo de Israel: "Not in our name"!

 

Qual a tua opinião sobre esse posicionamento político? Ela encontra eco no Meretz e no movimento pela paz justa em Israel?

RSS

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço