JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

A ajuda imprevisível e inexplicável que encontramos

Com o êxodo do Egito algo radicalmente novo aconteceu, a história tomou um rumo inesperado, e com ele, o mundo mudou repentinamente.

 

O êxodo, o livro que narra este acontecimento, diz-nos que quando a atividade humana segue um caminho autodestrutivo, a única saída é fazer uma mudança radical de direção.

 

A história está cheia de exemplos onde no último momento pequenos grupos heroicos ou mesmo seres humanos solitários apareceram em cena para salvar suas nações de cair num abismo. Mas a história também está cheia de escombros de povos, nações e indivíduos que, incapazes de reunir a vontade necessária que só a fé pode inspirar, caíram no nada e no esquecimento.

 

A ciência levou mais de três mil anos para chegar às conclusões do Êxodo. Em 1962, Thomas Kuhn, um influente filósofo da ciência, proporcionou uma nova maneira de ver a mudança em todas as formas de vida, modificando a maneira como as pessoas entendiam a ciência.

 

O professor judeu de Cincinnati, licenciado em física pela Universidade de Harvard - que mais tarde ensinaria em Berkeley, Princeton e MIT - cresceu, com a ideia de que o progresso era inevitável, gradual e linear, movido lentamente por cientistas de mente aberta que, em vez de estarem presos pelo preconceito, estavam dispostos a questionar as ideias herdadas.

 

Ele acabou descobrindo que, na realidade, esses avanços não eram consequência de um progresso gradual e linear, nem que os líderes da disciplina estavam livres de preconceitos e tinham a mente aberta. O que Kuhn conseguiu demonstrar foi que a ciência, tal como a história, se desenvolve através de momentos revolucionários que ele veio a chamar de "mudanças de paradigma".

 

Estamos em presença de uma mudança de paradigma, quando, por exemplo, a Terra não é mais vista como o centro do universo, velhas noções de verdade são descartadas e novas tomam seu lugar. Quando é apenas um ser humano que chega a essa conclusão, o peso do opróbrio dos que não estão dispostos a mudar é sentido em todas as suas forças.

 

A realidade da vida, testemunhada pela ciência, assim como a presença constante de revoluções políticas na história, compartilham com o Êxodo a compreensão de que a complacência com formas de vida que estão longe de ser perfeitas é intolerável, e que o progresso não é uma marcha direta para frente. Correções radicais são muitas vezes necessárias e requerem seres humanos fortemente inspirados para marcar o caminho a seguir.

 

As mudanças nos sistemas de valores, a rejeição de tudo aquilo com que se cresceu requer mais do que vontade psicológica, requer fé. Este é o tipo de fé que diz: "pode ser feito", "há um caminho melhor", "a vida pode ser redimida e tornar-se o que se pretendeu ser".

 

Como é que sabemos isso? Porque durante toda a história judaica, desde o Êxodo até a Revolta Macabean, passando pelas cinzas do Holocausto nazista, até a criação do Estado de Israel moderno, o resultado final não foi as consequências esperadas. Foi algo que ultrapassou até mesmo as especulações mais otimistas sobre os limites da capacidade humana.

 

O filósofo judeu Martin Buber tinha dito que, por vezes.

 

"Quando estamos profundamente angustiados, podemos nos sentir completamente perdidos, além da ajuda de qualquer um, especialmente além de qualquer coisa que possamos fazer por nós mesmos. E no entanto, às vezes acontece que saímos das profundezas, talvez com mais precisão, que algo nos puxou para fora dela. Não foi uma iniciativa nossa ou um reflexo básico; estávamos além disso. Por assim dizer, uma mão nos estendeu a mão e nos ajudou com um poder que não era o nosso. ”

 

Esta ajuda imprevisível e inexplicável que encontramos, diz Buber, ensinou-nos que Deus redime. E nossa experiência popular do Êxodo e seus ecos na história judaica atestam que Deus liberta tanto os povos quanto os indivíduos.

Exibições: 13

Comentar

Você precisa ser um membro de JUDAISMO HUMANISTA para adicionar comentários!

Entrar em JUDAISMO HUMANISTA

© 2020   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço