JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

PARASHÁ BERESHIT ( No Princípio ) – HORA DE UM NOVO COMEÇO.

PARASHÁ BERESHIT ( No Princípio ) – HORA DE UM NOVO COMEÇO.

É  muito difícil nos aceitarmos como o último elemento da Criação de D’us e concebermos a ideia de que somos os únicos responsáveis por nós mesmos. Isso nos faz inseguros diante da necessária dependência que buscamos estabelecer em relação a um “ser superior”, cujos atributos estabelecidos por nós vão desde nos proteger  a nos conceder uma suposta vida eterna, na qual seríamos poupados de todas as mazelas a que fomos forçados em nossas miseráveis vidas.

Assumir responsabilidades pra que, se temos a quem culpar por todas as nossas dificuldades, catástrofes e doenças  a que somos acometidos?

Ao mesmo tempo em que negamos nossa condição de detentores de livre arbítrio, estabelecemos um vínculo de dependência ao nos utilizamos desse atributo de maneira irresponsável e na maioria das vezes contra nós mesmos, sem nos preocuparmos se nossas ações irão provocar resultados que mais tarde nos farão acionar a misericórdia do Criador, através dos milagres da cura ou da crença conformista de que “D’us quis assim. 

Ideias pré concebidas, herdadas  de uma  religiosidade falso moralista nos impedem de assumirmos nosso verdadeiro papel na sociedade moderna que clama por responsabilidade individual e coletiva.

Em Bereshit ( No Princípio ) D’us não nos criou para que fossemos responsáveis por nossa própria destruição e pela deterioração gradativa do que havia criado antes de nós.

Desde Bereshit ( No Princípio ), nada mais foi criado por D’us. Tudo passou a ser transformado pelo homem.

Em Bereshit ( No Princípio ) está claro que Terra e Água são elementos primordiais para a sobrevivência vegetal e animal e precisam ser preservadas.

Desde Bereshit ( No Princípio ) é evidente que o que diferencia os homens dos animais é a capacidade intelectual identificada pela linguagem e prerrogativa da fala.

Em Bereshit ( No Princípio ) essa diferença entre nós e os animais nos coloca em posição de domínio, tanto para destruição quanto para preservação de tudo.

Portanto, se desde Bereshit ( No Princípio ) da minha vida, ela não me satisfaz. Preciso rever meus conceitos e procurar saber que o responsável por torna-la Bela e Prazerosa sou Eu mesmo e não D’us.

 

 

Exibições: 140

Comentar

Você precisa ser um membro de JUDAISMO HUMANISTA para adicionar comentários!

Entrar em JUDAISMO HUMANISTA

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço