JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Salvem Os Sobreviventes de Teresópolis. Reenvie esta carta para todos os seus amigos. Aos políticos que você conhece. Aos órgãos oficiais.Aos amigos que trabalham em organismos de direitos humanos.

Salvem Os Sobreviventes de Teresópolis.

Assista ao vídeo com as entrevistas de moradores de Campo Grande no link abaixo

                        http://www.youtube.com/watch?v=z0WlpU8Qr44

 

No dia 23/02/2011 a Globonews exibiu uma reportagem que omite a verdadeira situação de violência exercida pelo governo do estado contra os habitantes do Campo Grande em Teresópolis.

 

Depois das avalanches de pedras, terra e lama que destruíram tanto as casas da população local quanto as mansões de veranistas, surge o Governo do Estado que trata de forma desigual as classes sociais que a natureza não diferenciou.  

 

Sem respeitar as pessoas que lutam para reorganizar vidas desfeitas pela perda de famílias inteiras, o Governo do Estado do Rio de Janeiro invade o que lhes resta de chão e convívio amistoso e tenta arrancá-los de suas casas alegando que vivem em área de risco.

 

Casas sólidas, com IPTU pago ao longo de muitos anos, e que resistiram sem nenhum arranhão ao desastre natural, estabelecimentos comerciais situados ao lado de mansões, todos sofrem a violência de verem os seus relógios de luz arrancados e as suas casas marcadas com números como se fossem cenas da Alemanha nazista que tão bem conhecemos.

 

Enquanto isso eles assistem revoltados a reposição de postes e novas linhas elétricas que irão abastecer as casas de seus vizinhos.

 

Urgência para a evacuação imediata sem critérios objetivos, pressão psicológica exercida pela representante do poder público para “quebrar” a pessoa, desejo de encampar as terras no novo parque estadual em fase de implantação, como afirmam os moradores, são as práticas humanitárias do Governo do Estado.

 

Como a verdadeira quantidade de mortos ainda não foi divulgada muitos afirmam que as autoridades não querem divulgar a verdade dos números porque “chegando a mil mortos a ONU entra e toma tudo”.

 

Na sua imaginação eles se comparam ao Haiti ocupado pelas forças da ONU. Sem esperança no Governo que os ignora, eles traduzem a aflição diante da violência oficial, no desejo de serem protegidos pelos organismos internacionais.

 

Depois da enxurrada de voluntários que acudiram o Campo Grande agora é preciso salvar os sobreviventes de serem culpabilizados por um desastre natural que nada tem a ver com a construção de suas moradias.

 

Reenvie esta carta para todos os seus amigos.

Aos políticos que você conhece. Aos órgãos oficiais.

Aos amigos que trabalham em organismos de direitos humanos.

 

Quem sabe, numa dessas, a ONU intervém.

http://www.youtube.com/watch?v=z0WlpU8Qr44

 

 

Exibições: 30

Comentar

Você precisa ser um membro de JUDAISMO HUMANISTA para adicionar comentários!

Entrar em JUDAISMO HUMANISTA

© 2020   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço