JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Ao adentrar esse blog, acho na obrigação de m'apresentar: Meu nome é Creso Nuno Moraes de Brito. Tenho 25 anos, sou pernambucano, historiador e professor, brasileiro e judeu.

Como o nome denuncia não sou nenhum asquenaze ou sefarade magrebino ou levantino e sim descendente de judeus portugueses q estão aki em PE desde o tempo dos batavos, na verdade, como minhas raízes familiares são mto antigas, alguns avot cá aportaram desde o início da colonização tuga nessas paragens.

Aproximei-me do judaísmo aos 15 anos e aos 18 fiz brit (com medico judeu e benção) e os procedimentos necessarios p minha inserção oficial ou oficiosa na kehila, embora p os ortodoxos eu continue n sendo yahud, ms c todo respeito a eles, isso n m'encasqueta o juízo pq sei o q recebei e sei bem o q sou...ao entrar na comunidade (a velha sinagoga q frequentava era composta por sefas, alguns ashkes e a maioria de marranos ou anussim ou q se identificavam assim e curiosos esporádicos) aprendi a pluralidade - nem sempre mui cordial- dos judeus. E inda tinha o ishuv dos ashkes q foram s'acostumando com a ideia da marranada "de pouquim em pouquim" (de fato, ainda tão s'habituando) q'eu fui nalgumas solenidades e alguns iamim noraim... Em meio a intrigas e amizades, carinhos e descarinhos, ortodoxias e desleixos e a muitas sidrot da Torah (no sentido de Ensino e n só de pentateuco e talmud, embora os inclua) e mucho meldar (adoro a chazanut mezzo sefa, mezzo ashke de mia esnoga)...ah...e um pokito de ivrit y mazales...fui (re)construindo meu Judaísmo. E esse é o componente mais importante de minha personalidade, embora obviamente não o único.

Porém só pude m'aprochegar pq tinha uma base, existia um passado ou resquicios de um passado judaico em minha familia, meio confusos e apagados, porem q a tia mais velha alertava em sua extremada religiosidade catolica popular: "parece q somos do povo dos profetas, dos judeus dos holandeses" e minha mãe contava-me historias sb Golda Meir, Ben Gurion e a formação de Israel, afirmando q seria o unico pais q a faria viajar de avião...ps é a Terra de D'us e  devido ao seu lado cristão, seu sangue judaico e seu pendor p Historia, iria nem q fosse a base de calmantes.

Isso desde miúdo ouvia e fui crescendo, fui vasculhando o passado, descobrindo os costumes fúnebres, o bisavô q qndo velho se tornou adventista só pq eles guardavam o sabá ou o sabo (como ele aprendeu a chamar no engenho de sua familia e q desde de pichototinho aprendeu a respeitar). E virei estudante de história, trabalhei como monitor e depois supervisor/coordenador da monitoria do Centro Cultural Judaico de PE (Sinagoga Kahal Zur Israel) e do Arquivo Histórico Judaico de PE, publiquei trabalhos acadêmicos, fiz palestras e mini-cursos, graduei-me  e continuando sempre a pesquisar só p causa desse passado judaico q às vezes tive vontade de mandar p as cucuias ou às favas ou sei lá pra onde (devido as posturas de certos filhos do meu povo q n aprenderam q col israel arevim ze laze ou q no minimo devemos respeito ao guer pq todos ja fomos guerim um momento de nossa historia). Mas nunca consegui afastar-me dele.

E sabe por quê? Porque sou judeu, esse é MEU passado, a História que recebi, aceitei e escolhi traçá-la, continuando-a. Porque tenho um compromisso com meus ancestrais q de alguma forma queriam q eu soubesse q sou filho de Abraão, Isaque e Jacó e disso n m'olvidasse. E também fiz um brit (como diz meu último sobrenome) na carne, na alma e na mente com o Ser, o Tudo-Nada, o Inominável, o Mistério que nosso povo chamou de Adonai Eloheinu e ao qual eu me junto a todos que foram, são e virão a O chamar do msmo modo.

 

Não sou ortodoxo...stou a léguas disso..., não sou sionista, não sou membro oficial de nenhuma federação, embora vá a Esnoga por vezes (ao menos nas Grandes Festas, chaguim e alguns shabatot), tento manter uma certa kashrut e principalmente penso, sinto e me relaciono com o mundo como judeu, pois amo o Judaísmo, brigo com ele, transformo-lhe, vivo-lhe e por isso sou ele também.

 

Sou apenas a letra solitária q cai e s'ergue n'Aliança d'ELE. (Nun no Brit'O).

Exibições: 230

Comentar

Você precisa ser um membro de JUDAISMO HUMANISTA para adicionar comentários!

Entrar em JUDAISMO HUMANISTA

Comentário de Nuno Brito em 20 setembro 2011 às 21:53
agradeço aos chaverim os comentarios, o apoio e espero tb podermos formar essa kehila antenada c nosso tempo e verdadeiramente judia... al todos años muchos y saludozos!
Comentário de Marcelo Barzilai em 19 setembro 2011 às 21:39

Bravo Nuno. Mais um que se aprochega neste espaço, às vêzes incompreendido, nem sempre valorado, muitas discutido, mas sempre  escancarado.

Escancarado do tamanho do coração do Jayme, que de lá, daquela que é o desejo de todos, resolveu tentar nos unir e confesso, tem conseguido, pois, também fui "letra solitária" um dia, a procura de um alfabeto, ainda que não fosse hebraico, mas que pudesse me fazer compreender. Como aquele menino que não sabia rezar, mas que já tinha decorado as letras e resolveu fazer uma proposta à D'us." QUERIDO D'US, NÃO SEI REZAR, MAS VOU FALANDO AS LETRAS E O SENHOR AÍ EM CIMA, QUE PODE TODAS AS COISAS VAI COLOCANDO ELAS EM ORDEM PRÁ MIM". 

Talvez eu ainda tenha encontrado apenas uma ou outra letra do Alefbet, mas a que tenho certeza que encontrei foi o "NUN o Judeu".

Shaná Tová Achi!!!

Comentário de Jayme Fucs Bar em 19 setembro 2011 às 17:38

Querido Nuno, Linda e apaixonante a sua Historia pessoal e familiar.

Espero que esse espaco judaico, possa ajudar ainda mais a vc a ampliar esse seu relacionamento como Judeu a essse grande e complexo mundo Judaico.

Na sua "Letra solitaria" com certeza encontrara aqui muitas outras letras.

Espero que possamos consequimos  reunir cada uma dessas letras solitarias, existente neste imenso Brasil , e que na uniao de cada uma dessas letras nos de o sentido  real da possibilidade de  construirmos a nossa propia keila do judaismo Humanista  no Brasil. Um Judaismo para Todos! Um Judaismo  sem Dogmas !

Um Grande Abraco de Shana Tova! 

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço