JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

VAI COMEÇAR O 2º FESTIVAL DE CINEMA JUDAICO DE CURITIBA

 

2º Festival de Cinema Judaico de Curitiba estreia com A Chave de Sarah

Entre os dias 17 e 20 de setembro, a Comunidade Israelita do Paraná promove o 2º Festival de Cinema Judaico de Curitiba, no Shopping Novo Batel. Serão realizadas exibições dos seguintes filmes: A Chave de Sarah, Irmãos, Uma Centena de Vozes: de Volta para Casa, Os Nomes do Amor, 100 Anos de Imigração do Leste Europeu ao Brasil, Rua da Nossa Senhora 4, Avós, além de curtas da Universidade de Tel Aviv.
           
As produções de diferentes nacionalidades discutem temas variados da cultura judaica como religião, política e o Holocausto. O grande destaque fica por conta da estreia em Curitiba do drama francês A Chave de Sarah. Recém-lançado foi muito bem recebido pelo público e pelos críticos de cinema na França e nos Estados Unidos, sendo considerado um dos melhores filmes com a temática do Holocausto. No Brasil teve a estreia durante o Festival de Cinema Judaico de São Paulo, em agosto, e agora chega a Curitiba. O crítico Luiz Carlos Merten afirmou no jornal O Estado de S. Paulo: “Se você pensa que o cinema já esgotou o tema do Holocausto, prepare-se. O filme descobre um novo viés para encarar o horror do massacre de milhões de judeus durante a 2ª Guerra”.

Com direção de Gilles Paquet Brenner e atuação de Kristin Scott Thomas (“O Paciente Inglês” e “O Garoto de Liverpool”), conta a história de uma jornalista americana que mora na França e é designada para cobrir as comemorações do 60º aniversário do Vel d'Hiv. Ao apurar os fatos ocorridos, a repórter constata que o apartamento para o qual ela e o marido planejam se mudar pertenceu aos Starzynski, uma família judia imigrante que fora desapossada pelo governo francês da ocupação.  E resolve descobrir o que aconteceu com a família de Sarah. O Vel d'Hiv marca o episódio em que a polícia francesa concentrou no Velódromo de inverno de Paris 13 mil judeus que foram entregues aos nazistas e enviados para a morte.
           
Outro filme que merece ser assistido é Irmãos, uma ficção suíça de dois irmãos que se encontram em Israel após anos separados. Um deles mora num kibutz e o outro é especialista na religião judaica, mostrando uma sociedade dividida entre princípios religiosos e políticos.
           
Sinopses

A Chave de Sarah –
França, Drama, 111’, 35 mm. Direção: Gilles Paquet Brenner; Atuação: Kristin Scott Thomas (“O Paciente Inglês”, “O Garoto de Liverpool”). Adaptado do Best Seller francês homônimo, o filme conta a história de Julia Armond, uma jornalista americana que vive na França e é designada para cobrir as comemorações do 60º aniversário do Vel d'Hiv, episódio do qual ela nunca ouvira falar até então. Ao apurar os fatos ocorridos, a repórter constata que o apartamento para o qual ela e o marido planejam se mudar pertenceu aos Starzynski, uma família judia imigrante que fora desapossada pelo governo francês da ocupação, e em seguida comprado pelos avós de Bertrand. Julia decide então descobrir o destino dos ocupantes anteriores - e a história de Sarah, a única sobrevivente dos Starzynski, é revelada. A família de Sarah foi uma das muitas brutalmente arrancadas de casa pela polícia do governo colaboracionista francês. Michel, irmão mais novo da garota, se esconde em um armário e Sarah o tranca lá dentro. Ela fica com a chave, acreditando que em poucas horas estará de volta. A Chave de Sarah retrata a sofrida jornada da menina em busca de sua liberdade - dos terríveis dias em campos de concentração aos momentos de tensão na clandestinidade, e, por fim, seu paradeiro após a guerra. E à medida que a trajetória de Sarah é revelada, mais segredos são desenterrados.

100 Anos de Imigração do Leste Europeu ao Brasil - Brasil, Documentário. O filme documenta a chegada ao Brasil dos judeus do leste europeu. Suas lutas para chegar ao Brasil, se adaptar e reconstruir suas vidas. Depoimento exclusivo de Samuel Klein.

Avós – Brasil, Curta-Metragem, Ficção, 11’, DVD, Direção: Michael Wahrmann. Sinopse: Leo comemora seu décimo aniversário. De uma avó, ele ganha meias; da outra, cuecas. Do avô, Leo recebe uma velha câmera Super-8, através da qual relata a tentativa de trocar os presentes com as avós. Nesse meio tempo, descobre que Mônica Lewinsky é judia, que Clinton é o presidente da América, que os números nos braços dos avós são os responsáveis por ele ser gordinho e que a tal câmera velha não serve para mais nada.

Curtas da Universidade de Tel Aviv - Israel, Ficção, 92´, DVD - Exibida no Festival de Cannes, a seleção de curtas-metragens dos alunos da Universidade de Tel Aviv tem um forte conteúdo que explora diferentes temas que intrigam e geram discussão não apenas na sociedade israelense, mas também em todas as sociedades do mundo atual.

Irmãos - Suíça; Ficção, 116´, DVD, com Baruch Brener, Micha Celektar e Orna Pitussi - Dois Irmãos se encontram em Israel depois de vários anos de separação. Dan vive em um Kibutz no sul de Israel. Aharon formou-se em direito, filosofia e é respeitado como especialista da Torá. Ele vai dos EUA para Israel para defender os direitos dos estudantes da Torá. O conflito entre os dois irmãos reflete uma sociedade dividida entre princípios religiosos e políticos.

Os Nomes do Amor - França, Ficção, 96´, DVD - Baya Benmahoud (Sara Fostier) é jovem, extrovertida e vive segundo o velho slogan hippie "Faça amor, não faça guerra", tem o hábito de levar opositores políticos para a cama com o objetivo de convertê-los às causas que acredita. Tudo vai bem até que ela conhece Arthur Martin (Jacques Gamblin), judeu e cientista de meia-idade. Atraídos pela história trágica de suas famílias - a guerra na Argélia e o Holocausto sob o regime de Vichy - acabam se apaixonando.
Rua da Nossa Senhora, 4 - Israel/Ucrânia, Documentário, 90´, DVD - A história marcante, porém desconhecida de Francisca Halamajowa, uma mulher polonesa católica que arriscou sua vida para salvar 15 judeus durante o Holocausto.

Uma Centena de Vozes: de Volta para Casa - EUA, Documentário, 91´, DVD - O documentário mostra um grupo de cantores que decidiu retornar à terra de onde brotou sua música, para descobrir suas próprias raízes e visitar os lugares de onde suas famílias foram brutalmente arrancadas durante o Holocausto

Exibições: 64

Comentar

Você precisa ser um membro de JUDAISMO HUMANISTA para adicionar comentários!

Entrar em JUDAISMO HUMANISTA

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço