JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Comandante do Reino Unido desafia Relatório Goldstone - íntegra traduzida abaixo

Declaração nas Nações Unidas
Pelo Coronel Richard Kemp, 16 de outubro de 2009

Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas: 12ª. Sessão Especial



Obrigado, Sr. Presidente.

Sou o ex comandante das forças britânicas no Afeganistão. Servi com a OTAN e as Nações Unidas; comandei tropas na Irlanda do Norte, Bósnia e Macedônia, e participei da Guerra do Golfo. Passei um tempo considerável no Iraque desde a invasão de 2003, e trabalhei na área de terrorismo internacional para o Comitê de Inteligência Integrado do Governo do Reino Unido.

Sr. Presidente, baseado em meu conhecimento e experiência, posso dizer isto: Durante a Operação na Faixa de Gaza, as Forças de Defesa de Israel fizeram mais para proteger os direitos de civis em uma zona de combate do que qualquer outro exército na história da guerra.

Israel agiu deste modo enquanto enfrentava um inimigo que deliberadamente posicionou suas forças atrás dos escudos humanos da população civil.


O Hamas, como o Hezbolá, são especialistas em manipular a mídia. Ambos sempre terão pessoas prontas a dar entrevistas condenando as forças israelenses por crimes de Guerra. Eles são adeptos na arte de encenar e distorcer incidentes.

As Forças de Defesa de Israel encaram uma ameaça que nós britânicos não temos de encarar da mesma maneira. É a presunção automática, de muitos na mídia internacional, e grupos de direitos humanos internacionais, de que as FDI (Forças de Defesa de Israel) estão sempre erradas, que abusam dos direitos humanos.

A verdade é que as FDI tomaram medidas extraordinárias para avisar aos residentes das áreas a serem bombardeadas em Gaza, lançando mais de dois milhões de folhetos e dando 100.000 telefonemas. Muitas missões que poderiam ter reduzido a capacidade bélica do Hamas foram canceladas para evitar baixas civis. Durante o conflito, as FDI permitiram que grandes quantidades de ajuda humanitária entrassem em Gaza. Dar ajuda literalmente nas mãos de seus inimigos, é aos olhos da tática militar geralmente impensável. Mas as FDI assumiram os riscos.

Apesar de tudo isto, é claro que civis inocentes morreram. A guerra é um caos, e cheia de erros. Os britânicos, americanos e outras forças no Afeganistão e no Iraque erram, muitos dos quais são erros humanos. Mas erros não são crimes de Guerra.

Mais do que tudo, as baixas civis foram uma conseqüência do modo de lutar do Hamas. O Hamas tentou deliberadamente sacrificar seus próprios civis.

Sr. Presidente, Israel não tinha escolha a não ser defender seus próprios cidadãos, contra o ataque de foguetes do Hamas.

E digo isto mais uma vez: as FDI fizeram mais para salvaguardar os direitos dos civis em uma zona de combate do que qualquer exército na história da guerra.


Obrigado, Sr. Presidente.

Classificação:
  • Atualmente, 0/5 estrelas.

Exibições: 42

Comentar

Você precisa ser um membro de JUDAISMO HUMANISTA para adicionar comentários!

Entrar em JUDAISMO HUMANISTA

© 2020   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço