JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Yeshayahu Leibowitz Fala sobre "religiao e nacionalismo".

Yeshayahu Leibowitz Fala sobre "religiao e nacionalismo".(traducao em Ingles)

Classificação:
  • Atualmente, 5/5 estrelas.

Exibições: 126

Comentar

Você precisa ser um membro de JUDAISMO HUMANISTA para adicionar comentários!

Entrar em JUDAISMO HUMANISTA

Comentário de Jayme Fucs Bar em 12 novembro 2015 às 17:40

Entendo que todos nos temos uma certa dificuldade de entender as palavras de Leibowitz.
Onde o pensamento complexo dele vai alem de muitas de nossas virtudes.
Estou muito alem de ser um especialista sobre o pensamento desse sábio, e fico ate meio inibido e com muita humildade escrevo essas palavras, onde somente comecei a aprender a compreender Leibowitz quando descobri que a muitos anos eu o aceitava como um judeu humanista e descobri que o pensamento dele era mas complexo do meu entendimento. na verdade não tinha compreendido nada! Leibowitz. está totalmente conectado com a visão puramente judaica e peculiar de uma crença num monoteísmo maximalista visão judaica pouco conhecida por muitos, ideias que entra constantemente em choque e contradição com muitos valores das correntes judaica e da própria sociedade israelense, Leibovitz não é somente um critico da direita nacionalista mas também foi um desespero para as correntes religiosas e inclusive aos socialistas trabalhista Kibutziano . Ninguém e nada escapava das criticas e dos seus discurso direto e profundo. O uso de judeu nazista não é nada novidade dentro do pensamento complexo de Leibowitz. ele declarou sobre esse pensamento muito antes da ocupação de 1967 em uma declaração que fez sobre o massacre de Kfar Kassem em 1956 no período do governo trabalhista Veja uma tradução que fiz de seu pronunciamento que talvez ajude esclarecer as ideias profundas de Leibowitz que muitas vezes vai alem da nossa compreensão. "Quando uma pessoa ou um grupo de pessoas acreditam de que o Estado, nação, pátria, segurança, etc. são valores supremos, e a lealdade deve ser incondicional e onde esses valores sãos uma necessidade absoluta e se tornando uma santidade - ele torna essa gente capaz de realizar todos os atos de abominação aos interesses deste sagrados ideais, sem remorso! Isso é válido não só para o povo alemão, mas para todos os povos do mundo e a qualquer pessoa, até mesmo para grupos de judeus que em seus atos se vem como a apoteose do país e a prova disso foi o massacre de Kfar Kassem" (Aldeia Árabe que em 1956 período do governo trabalhista foi realizado um massacre a população local) Para Leiboviwtz no Judaísmo a vida é sagrada e não a terra, a pátria ou a nação. Essa visão esta totalmente ligada ao Conceito do Monoteísmo maximalista onde ele nos dizia " Deus não salvou os judeus das mãos dos romanos, não salvou dos cruzados ou da Inquisição e também não salvou de Hitler. Porem Leibowitz. Acrescenta "Mas em cada geração querem nos destruir e o Todo-Poderoso nos salva a partir dele" Ele quer nos dizer Deus Existe e ele é transcendente mais nos salvamos por nossos próprios esforços " a partir dele e não por ele". Para Leibowitz. "Um Deus que não é transcendente é um ídolo." A sua grande critica era sempre que existe seres humanos que se comportam como Deuses em nome de ideias " santificadas" e independente de suas origens podem transformar suas ideias e seus líder em religiões onde Leibowitz nos alerta sobre o perigo desses pensamentos que pode levar a qualquer povo inclusive aos judeus a se comportarem como nazista e fascista. Para Mim um dos grandes Legados de Leibowitz foi a sua coragem de alertar a nossa consciência judaica e humana desse perigo e essa é a grandeza desse profeta dos tempos modernos , onde Leibowitz podia ver o mundo na ótica de sua fé , porem dentro de um olhar humano maximalista , que apesar de negar ser um grande humanista, mais foi, e sempre será um grande ser humano.

Comentário de Paulo Blank em 8 setembro 2009 às 18:48
Para Leibowitz a religião judáica é um ato desprovido de lógicas humanas. Uma ação em si mesma, sem intencionalidade outra que a de aceitar o "ol shamaim ", o compromisso do apelo divino sem qualquer intenção alé dela mesma.Por esta lógica radical e fiel à tradição da Torah,fundamentado na sua própria prática de ortodoxia, o mestre se transformou num critico da religiosidade interessada em objetivos nada divinos . Vale lembrar que para ele dizer que a religião judaica é ética ou humanista é tão sem sentido quando a santificação de pessoas e de territórios.

© 2020   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço