JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Olá!
  Fui ver uma peça em cartaz no Teatro do Leblon - Sala Tônia Carrero
  Dia 25/06 ,depois do Shabat.

ROSA


  Rosa é uma senhora judia de aproximadamente 80 anos que, durante o shivah (período do luto judaico), relembra sua vida, como sua infância em Yultishka – cidadezinha perdida no meio da Ucrânia, de estradas de terra batida e de casinhas minúsculas – até seus dias atuais, em Miami Beach, na América que lhe acolheu. Rosa também se recorda de vários outros momentos marcantes, como sua mudança para Varsóvia, a invasão da Polônia pelos nazistas, o sonho da Palestina – a terra dos antepassados, que Deus havia prometido – sua passagem por Jerusalém, Atlantic City e Connecticut. Clandestina num navio, em Sete, na França, Rosa também viu o mar pela primeira vez e achou que era uma alucinação. Com leveza, emoção e uma pitada de ironia, a personagem nos conduz para quase um século de histórias – suas e do mundo.

Para quem quer acrescentar valor a sua vida judaica, vale a pena ver.

Também está em cartaz no Teatro Casa Grande, a peça: " Um Violonista no Telhado".

Baseado nos tradicionais contos judaicos de Sholom Aleichem, ‘Um Violinista no Telhado’ estreou na Broadway em 1964, com música de Jerry Bock e Sheldon Harnick e uma celebrada coreografia de Jerome Robbins. Tornou-se imediatamente um clássico, sendo o primeiro musical da história do teatro americano a ficar em cartaz por mais de sete anos. Quase meio século depois, o musical ganha nova versão brasileira a partir de 20 de maio, no palco do Oi Casa Grande. Fruto de uma parceria entre a Aventura Entretenimento e a Conteúdo Teatral, a superprodução reúne elenco de 43 atores liderado por José Mayer, que faz sua estreia no teatro musical.

Esse ainda vou ver com certeza, agora no mês de agosto. O horário no Shabat é às 17:30h (compre seu ingresso antes). Com certeza é um grande espetáculo.
Vai só até 18/09/2011.

Também fui ver uma peça pra lá de bonita no Centro Cultural da Caixa Econômica Federal no Centro do Rio, cujo título é: " A moça mais bonita do Rio de Janeiro".
Vale a pena ver.

Também vi a peça Marlene Dietrich no Teatro em Botafogo. Uma mulher que apesar de ser alemã, era contra o nazismo, mudou-se para os EUA por não concordar com a guerra. Marlene Dietrich tinha a melhor par de pernas da época. Ela tinha: "AS PERNAS DO SÉCULO" .
Uma peça impressionante. Quem não viu perdeu.

Shalom!
Uildicler.

Exibições: 60

Responder esta

© 2021   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço