JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Meu nome é Lara Nunes  Meu avô de origem portuguesa Salvador Nunes trouxe para nós os seus descendentes alguns costumes judaicos e apesar de se dizer cristão nunca comemorou 25 de dezembro não comia carne de porco e etc minha vó usava snud e rezava o shemá ,guardava o shabath e etc continuo guardando os costumes judaicos mesmo que sem muita orientação, e religiosamente sou uma plena judia filha de Abrãao,amo Yisrael com todas as forças do meu ser e creio ir morar lá assim que o Eterno me permitir, qual o primeiro passo para  tornar-me realmente judia e passar esta maravilha aos meus descendentes? meu desejo ´e que os meus netos creçam nos cotumes e fiquem livres das idolatrias oque fazer?

Exibições: 1160

Respostas a este tópico

Faça seu retorno espiritual minha irmã.Não fique sonhando com ida para Israel etc etc pois os ortodoxos não nos querem e penso que os próprios judeus de origem tem suas restrições quanto a nós Anussins ou Marranos como queira. O importante é ter sua Torá, seguir o que ja sabe e fazer contato com grupos de anussins sérios que exite ai pelo Brasil afora.

Faça contato com o Jacob Meir Elbaz em Campinas. Ele é Anussim Sefaradi como eu, ja participei e prentendo estar no grupo dele estudando, perseverando. Mas, insisto, preocupe-se com seu retorno espiritual somente pois caso contrário pode se decepcionar.

shalom e boa sorte

obs; O jacob vc o encontra no facebook

Cara amiga, meu nome é Nayan Pereira Couto Alves, de nome judeu, Salomon Aynyah Pharrah Allewy, e sou um Judeu Marrano. Faço parte de uma grande comunidade florescente que existe em Teixeira de Freitas, Bahia.  No trecho entre Eunápolis-BA, e Vitória-ES, existem 4 comunidades Judias Marrano-Sefarditas, sendo 2 Ortodoxas, e 2 Conservadoras, e estamos unidos em pró de nossa causa. Nossas comunidades seguem a Halachá Judaica, e buscamos cumprir as determinações do Shulchan Aruch. Eu, como representante de uma dessas comunidades, a Comunidade Judaica Marrano-Sefardita de Teixeira de Freitas-BA, digo-lhe que se quiseres ajuda e auxílio, estamos prontos para ajudar-la. Se quiser, entre em contato comigo, poderei te repassar em contato para uma das nossas 4 comunidades existentes, desde já, Grato, e Shabua Tov, Buona Semanada! B'H'.

O benê tem que reaprender a viver em comunidade, e se associar a uma comunidade religiosa, cumprir com suas obrigações na comunidade como um todo, procurando criar estabelecimentos de estudos, tanto judaico como secular,assistência social para o bem comum de todos. Judaísmo não é mais uma entidade, é um povo, quando se diz povo nos lembra nação que significa um ideal, uma só lei um só destino, alegrias e dissabores, é assim que os benê têm que ser e agir.Juntar as forças, é uma estratégiapara vencermos as dificuldades, para crescermos e alcançarmos os nossos objetivos, que é o nosso reconhecimento .

“UM POR TODOS, TODOS POR UM” nós não podemos nos esquecer de quem nos ajudou e nos estendeu a mão, da mesma maneira que nós retornamos, atrás de nós tem mais pessoas com o mesmo  desejo, que só vão conseguir fazer o seu retorno com a ajuda dos que já conseguiram fazer o seu, o que mais acontece em nosso  meio são de pessoas que já retornaram,  não digo que esqueceram, mas sim, ignoram os irmãos que ficaram para trás, muitos destes que retornaram, foi com ajuda das próprias pessoas, que  ficaram esperando com promessas dos mesmos, que voltariam para ajudar a causa dos que ficaram, mas isso não aconteceu, quando são procurados por estas pessoas, simplesmente, eles não se lembram, a memória fica curta, acabam adquirindo amnésia temporária, alguns se formaram rabinos, estes fazem questão, de esquecer o seu passado e ignoram comunidades inteiras que estão oculta ao mundo judaico que desejam retornar.

 O que estou querendo passar para as pessoas, é que nós temos que ter compromisso, temos que ser unidos, e não esquecermos dos nossos irmãos, temos que juntar forças, para comunidade Sefarad se levantar com orgulho, prestígio e dignidade, temos que pensar nas nossas gerações futuras, o que adianta hoje nós vivermos judaísmo, lutarmos para manter nossa cultura , se os nossos netos não derem continuidade do que nós resgatamos e buscamos  com sacrifícios, porque todos que realmente desejam viver judaísmo pleno, sabem que não é fácil, mas fizemos por amor, porque escolhemos retornar e não nos foi imposto.

estou a procura de uma cidade do interior que tenha uma comunidade para que eu possa residir e me unir aos meus haverins    agradeço  shalom



Marcos Moreira da silva disse:

O benê tem que reaprender a viver em comunidade, e se associar a uma comunidade religiosa, cumprir com suas obrigações na comunidade como um todo, procurando criar estabelecimentos de estudos, tanto judaico como secular,assistência social para o bem comum de todos. Judaísmo não é mais uma entidade, é um povo, quando se diz povo nos lembra nação que significa um ideal, uma só lei um só destino, alegrias e dissabores, é assim que os benê têm que ser e agir.Juntar as forças, é uma estratégiapara vencermos as dificuldades, para crescermos e alcançarmos os nossos objetivos, que é o nosso reconhecimento .

“UM POR TODOS, TODOS POR UM” nós não podemos nos esquecer de quem nos ajudou e nos estendeu a mão, da mesma maneira que nós retornamos, atrás de nós tem mais pessoas com o mesmo  desejo, que só vão conseguir fazer o seu retorno com a ajuda dos que já conseguiram fazer o seu, o que mais acontece em nosso  meio são de pessoas que já retornaram,  não digo que esqueceram, mas sim, ignoram os irmãos que ficaram para trás, muitos destes que retornaram, foi com ajuda das próprias pessoas, que  ficaram esperando com promessas dos mesmos, que voltariam para ajudar a causa dos que ficaram, mas isso não aconteceu, quando são procurados por estas pessoas, simplesmente, eles não se lembram, a memória fica curta, acabam adquirindo amnésia temporária, alguns se formaram rabinos, estes fazem questão, de esquecer o seu passado e ignoram comunidades inteiras que estão oculta ao mundo judaico que desejam retornar.

 O que estou querendo passar para as pessoas, é que nós temos que ter compromisso, temos que ser unidos, e não esquecermos dos nossos irmãos, temos que juntar forças, para comunidade Sefarad se levantar com orgulho, prestígio e dignidade, temos que pensar nas nossas gerações futuras, o que adianta hoje nós vivermos judaísmo, lutarmos para manter nossa cultura , se os nossos netos não derem continuidade do que nós resgatamos e buscamos  com sacrifícios, porque todos que realmente desejam viver judaísmo pleno, sabem que não é fácil, mas fizemos por amor, porque escolhemos retornar e não nos foi imposto.


agradeço de coração,  realmente preciso me preucupar com meu retorno espiritual,qual a melhor forma de entrar em contato com esses judeus de campinas,eu deveria mudar pra lá,se for preciso eu mudo sim,minha cidade n tem comunidade sozinha é dificil,estou a procura de uma cidade onde  eu ´possa seguir com uma comunidade,eu agradeceria a ajuda ou os contatos que me fornecer  shalom
roberto carvalho disse:

Faça seu retorno espiritual minha irmã.Não fique sonhando com ida para Israel etc etc pois os ortodoxos não nos querem e penso que os próprios judeus de origem tem suas restrições quanto a nós Anussins ou Marranos como queira. O importante é ter sua Torá, seguir o que ja sabe e fazer contato com grupos de anussins sérios que exite ai pelo Brasil afora.

Faça contato com o Jacob Meir Elbaz em Campinas. Ele é Anussim Sefaradi como eu, ja participei e prentendo estar no grupo dele estudando, perseverando. Mas, insisto, preocupe-se com seu retorno espiritual somente pois caso contrário pode se decepcionar.

shalom e boa sorte

obs; O jacob vc o encontra no facebook


Amado amigo,com alguns problemas que surgiram fiquei bom tempo sem comunicação, hj retornei com alegria em ver sua mensagem, e por favor se puder me ajudar eu ficarei grata de coração,meus filhos estão crescendo e eu preciso introduzi-los no judaismo,sozinha é impossivel, devo dizer que na minha cidade não ha judeus e estou disposta a mudar de cidade des de que seja interior de sp  se puder  entrar em contato comigo lara_nunes72.shalom@hotmail.com  des de já agradeço  shalom
סלומון עיניה פררה אל'לוי disse:

Cara amiga, meu nome é Nayan Pereira Couto Alves, de nome judeu, Salomon Aynyah Pharrah Allewy, e sou um Judeu Marrano. Faço parte de uma grande comunidade florescente que existe em Teixeira de Freitas, Bahia.  No trecho entre Eunápolis-BA, e Vitória-ES, existem 4 comunidades Judias Marrano-Sefarditas, sendo 2 Ortodoxas, e 2 Conservadoras, e estamos unidos em pró de nossa causa. Nossas comunidades seguem a Halachá Judaica, e buscamos cumprir as determinações do Shulchan Aruch. Eu, como representante de uma dessas comunidades, a Comunidade Judaica Marrano-Sefardita de Teixeira de Freitas-BA, digo-lhe que se quiseres ajuda e auxílio, estamos prontos para ajudar-la. Se quiser, entre em contato comigo, poderei te repassar em contato para uma das nossas 4 comunidades existentes, desde já, Grato, e Shabua Tov, Buona Semanada! B'H'.

Shalom Lara,

Que linda a sua Historia de vida judaica!

Acredito que para o proximo ano sairemos daqui de Israel com um programa claro de integracao a vida judaica  ( conversão) para muita genta ai no Brasil, No momento estamos nos organizando  Antes que isso venha acontecer de fato, o importante é estudar bastante sobre o tema judaico.

O nosso site tem uma grande quantidade material disponivel .

Estou a sua disposição!

Abraço

Lara, que boa notícia o Jayme deu! Acho bom você estudar o material do site, comprando também uma Torá traduzida do hebraico para o português, numa livraria judaica.

Boa sorte!

Jayme, que ótimo. Tem muitos em nosso país desejando retornar. Estudo há alguns anos, sendo descendente do último rabino de Castela, Dom Abraham Senior, por parte da minha avó materna, da familia Carneiro da Rocha da Bahia. Me disseram que o sobrenome Carneiro da Rocha é comum em Israel, por causa do Sinai, dos carneiros que ficam nas rochas,

Abraços, Shaná Tová Umetuká!

Jayme Fucs Bar disse:

Shalom Lara,

Que linda a sua Historia de vida judaica!

Acredito que para o proximo ano sairemos daqui de Israel com um programa claro de integracao a vida judaica  ( conversão) para muita genta ai no Brasil, No momento estamos nos organizando  Antes que isso venha acontecer de fato, o importante é estudar bastante sobre o tema judaico.

O nosso site tem uma grande quantidade material disponivel .

Estou a sua disposição!

Abraço

RSS

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço