JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

As 10 Mitzvot para o judaísmo de nossos tempos. Jayme Fucs Bar

1.Entender o conceito do Único.

Essa Mitzva é um dos conceitos básicos do Judaísmo, conceito que bem explica a base dos princípios judaico. Isso quer dizer, que Todos os seres humanos são iguais nos mais amplo transcendente, somos iguais desde a nossa origem somos iguais na responsabilidade uns com os outros, somos todos parte dessa unidade, Somos todos parte integral desse ÚNICO, ele é o Tudo ele é o Nada ele é a Natureza ele é o Universo, ele é o Equilíbrio, ele é a Vida sagrada. Somos parte inseparável desse UM, desse ÚNICO independente de nossas nacionalidades, raças, cores, crenças e religiões.

2.Amar ao próximo como a ti mesmo.

Essa Mitzva é considerada uma das mais importantes, onde o famoso Rabbi Akiva dizia: “Amar ao próximo como a ti mesmo esta é a maior regra na Torá, onde se você realizar essa Mitzva Amar ao Próximo é como se estivesse realizando todas as 613 Mitzvot". Essa importante reflexão judaica sobre o Amor ao Próximo pode ser entendida em múltiplos níveis, que se passa num diálogo constante entre o ÚNICO e o ser humano, entre o ser humano com o outro, entre o ser humano a si mesmo.Um famoso Professor da Universidade de Ben Gurion a Rav Pinchas H. Peli dizia sempre aos seus alunos "Que cada um de nos deveríamos trasladar os dez mandamentos em preceitos personalizados ou seja não roubar de si mesmo, não matar a si mesmo e não cobiçar de si mesmo e sobre tudo amar a si mesmo como forma de aprender a amar o próximo".

3.Estudar a Torá.

Essa Mitzva de estudar a Torá é parte inseparável do Judaísmo, independente da corrente ou crença que exista no judaísmo, o que tem em comum é a fonte da Torá, pois ela é a pedra fundamental da civilização judaica. A Tora é a referência originária do significado da moral e da ética do ser humano, é a fonte de nossa sabedoria, de nossa cultura e tradição. Segundo os sábios, a Torá tem 70 faces que somente estudando a Torá encontraremos a face que buscamos. Talvez nesta face encontraremos a chave para ajudar a enfrentar os desafios humanos da atualidade.

4. Espiritualidade humana.

Essa Mitzva é muito importante neste mundo materialista, consumista e competitivo na qual vivemos, Essa Mitzva é não deixar transformar os valores judaicos em algo instrumental em nossas vidas, " fazer as coisas porque assim fazemos " prática muito comum em certas correntes do atual judaísmo tradicional. O Judaísmo é em sua essencia cheio de valores espirituais e humano, Isso quer dizer saber o porque que fazemos as coisas! O Sábio Emmanuel Levinas Dizia " Judaísmo é uma religião para adultos" Ele queria dizer que devemos praticar o judaísmo na sua profundidade espiritual, procurar essa espiritualidade na essência do espírito da Torá que vem sempre acompanhada de uma mensagem humana.

5.Educar.

Essa Mitzva trata da base da continuidade judaica, onde a educação tem um papel fundamental na vida judaica. A identidade judaica é fortalecida, é preservada através da educação. A Família, a escola Judaica, o movimento Juvenil e a vida comunitária tem uma importância central na formação da identidade Judaica, onde lá se pratica, se estuda, se vivencia sua cultura, suas festividades, suas tradições, seu ciclo da vida judaica, criando e mantendo seus rituais, invocando e valorizando o estudo da sua história, sua filosofia, literatura, e todo tipo de manifestações culturais judaica, sempre em um ambiente livre e pluralista.

6.Tsedaká.

Essa Mitzva da Tsedaka é fundamental na vida de todos seres humanos, nada mais que o famoso sábio Moshe Maimonides conhecido como Rambam, que foi um dos primeiros a criar dentro do marco de uma estrutura social comunitário judaica uma rede social que denominou de “KUPA”. “Em toda cidade que vivem judeus, se deve criar redes de benefícios onde que em todas as sextas feiras antes da entrada do shabat os dignos da comunidade deverão contribuir na caixa social (Kupa)”. Essa será a forma que Maimondes, descobriu para colocar em prática essa Mitzva , onde o dinheiro arrecadado se aplica principalmente na educação e na ajuda dos necessitados. A rede social vai garantir a manutenção dos mais pobres investindo na educação e na formação de seus filhos como forma de romper o ciclo da pobreza.

7.Manter nossos laços com a terra de Israel.

Essa Mitzva nos lembra as nossas origens e a relação inesperada do judaísmo com a terra de Israel, onde devemos constantemente vincular nossos laços com a terra de Israel como centro de nossa cultura e civilização. A Vida Judaica nas comunidades devera estar sempre ligada ao conceito que Judaísmo e Israel é algo inseparável sua história, cultura e tradições estarão sempre interligadas mesmo que muito judeus continuem vivendo em lugares diferentes no mundo. Essa Mitzva nos lembra do nosso compromisso com o destino do atual Estado Judeu, que devera cumprir na prática a carta magna de sua independência de almejar um estado dos sonhos dos profetas de Israel, um estado judeu baseado na Paz com seus vizinhos, respeito mutuo entre os povos, um estado de justiça, de solidariedade e igualdade e direitos para todos os seus cidadãos.

8. Abençoar a criação.

Essa Mitzva está vinculada ao Shabbat que é o dia da semana que abençoamos e homenageamos a criação de tudo que existe neste mundo, é uma lei universal que garante a todos seres humanos um dia de descanso semanal. Shabat é a hora da transição, é o momento onde paramos o nosso ritmo semanal que foi repleto de trabalho, compromissos, tensões, e preocupações é o momento de dar a nos mesmo um dia da semana especial, diferentes dos outros dias, um dia para estarmos juntos com a família, entre amigos, em nossa comunidade. É o dia que devemos passear, meditar, namorar, falar de coisas boas, é o dia especial para estar com nossos filhos e sobretudo se deslumbrar junto à natureza e abençoar a vida.

9. Kashrut social e ecológica.

Essa Mitzva é uma necessidade imediata na vida de todos os seres humanos em nossos tempos. Ela foi alertada no final dos anos 70 pelo Sábio Rav Zalman Schachter que viu a necessidade de fundir o tradicional conceito judaico das leis dietéticas com um novo termo "Eco- kosher ". Eco- kosher está conectada não somente com a prática dietética judaica mais também como a necessidade de uma responsabilidade social e ecológica ampla. A Torá é cheia de fonte de leis sociais e ecológicas claras, não menos importante que as leis dietéticas. Ela fala claramente na obrigação de um tratamento justo aos direitos dos trabalhadores, e na responsabilidade ambiental. Essa Mitzva é um alerta de como cuidar das coisas vivas, como guardar a natureza como respeitar o outro com dignidade, pois no judaísmo a vida e a natureza é sagrada!

10. A Pratica do ciclo da vida judaico e suas festividades.

Essa Mitzva está relacionada diretamente ao dia a dia da vida judaica, familiar e comunitária. Cada passo da prática do ciclo da vida judaica, ( Brit Mil, BarMitzva, Casamento e Sepultamento) e a comemoração de nossas festividades é uma evidência dessa nossa trajetória de 4000 anos na história da humanidade. Essa Mitzva tão importante é na prática a vivência de nossas tradições e costumes, cada comemoração é sempre acompanhada de mensagens humanas de valores culturais, morais e éticos onde o dever dessa Mitzva é passar esse legado de geração a geração.

Exibições: 755

Comentar

Você precisa ser um membro de JUDAISMO HUMANISTA para adicionar comentários!

Entrar em JUDAISMO HUMANISTA

Comentário de Jayme Fucs Bar em 12 outubro 2018 às 9:24


As 10 Mitzvot para o judaísmo de nossos tempos. Jayme Fucs Bar

Comentário de Jayme Fucs Bar em 24 junho 2014 às 11:46

As 10 Mitzvot para o judaísmo de nossos tempos. Jayme Fucs Bar

© 2019   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço