JUDAISMO HUMANISTA

O Judaismo Humanista é a pratica da liberdade e dignidade humana

Processo de paz israelense-palestino

Informação

Processo de paz israelense-palestino

Nesta nova oportunidade trazida pela gestão Obama, o judaísmo humanista tem um papel importante na construção do processo de paz Israel-Palestina. Proponho nos aglutinarmos aqui para discutir que caminhos estão abertos a nossa participação.

Site: http://www.pazagora.org/
Membros: 26
Última atividade: 15 Fev

Fórum de discussão

Cronologia da Criação do Estado Judeu 1870 a 1947

Iniciado por Jayme Fucs Bar. Última resposta de Manoel Ramão Ferreira Queiroz 14 Fev. 7 Respostas

ANONo Mundo e no Oriente MédioEm IsraelNo Povo Judeu e no Movimento Sionista1870Congresso de Berlim.Fundação de Mikve Israel.  1878 Fundação de Petach Tikva. 1881Tunísia se converte em território…Continuar

Tags: Sionismo

Netanyahu y Abbás en la ONU: banalidad de banalidades - Joseph Hodara

Iniciado por Jayme Fucs Bar 28 Set, 2016. 0 Respostas

Las exposiciones que Netanyahu y Abbás presentaron en la tribuna de la Asamblea de las Naciones Unidas fueron no sólo áridas y previsibles; revelaron además una marcada ausencia de perspectiva…Continuar

A falta de problemas para os partidos árabes Escrito por Marcelo Treistman

Iniciado por Jayme Fucs Bar 19 Mar, 2016. 0 Respostas

Na arena política, o duelo ideológico-filosófico faz parte do jogo. Dito isso, acredito que representates eleitos devem ter cuidado em não ignorar as consequências que suas palavras e ações…Continuar

O mito do genocídio palestino Escrito por colaborativa por Bruno Lima, Yair Mau e Marcelo Treistman

Iniciado por Jayme Fucs Bar 21 Jan, 2016. 0 Respostas

20/01/2016 + ConflitoEsse artigo foi escrito de forma colaborativa por…Continuar

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Processo de paz israelense-palestino para adicionar comentários!

Comentário de Manoel Ramão Ferreira Queiroz em 15 fevereiro 2017 às 13:06

 Haverá uma melhoria nas relações com EUA, após oito anos de tensões com o governo de Barak Obama. Durante a campanha presidencial, o presidente magnata prometeu ser o presidente mais pró-Israel que já existiu.

Comentário de Moshe Moti Rosen em 15 março 2014 às 14:12
Comentário de Dania Schnitman em 22 junho 2011 às 12:58
Shalom Sérgio!

 

Conconrdo com vc plenamente quando diz que devemos compreender que "nem tudo que Israel faz é justificável eticamente". Considero essa afirmação como um ponto de partida importantíssimo em qualquer discussão sobre o processo de paz entre israelenses e palestinos.

 

Fui responsável, junto ao Rabino Ary Glikin, pelo newsletter da Sociedade Israelita da Bahia (SIB e-News) por quase três anos. Por indicação de um amigo, Alberto Kleinas, conheci o site "Amigos Brasileiros do Paz Agora". Sempre utilizei os artigos do site no newsletter e recomendo a todos!

 

Parabéns pelo Fórum!

Comentário de Sérgio Storch em 17 fevereiro 2011 às 22:28
Minissérie "Empreendedorismo para nosso capital intelectual e o Oriente Médio". Direi pq Brasil deve adotar Gaza.
Leia e comente
Comentário de Sérgio Storch em 27 dezembro 2010 às 23:29

Vejam o custo humano dos assentamentos em Jerusalém.

http://www.jewishvoiceforpeace.org/blog/help-palestinian-stay-jerus...

 

Poderíamos ter uma lista de advogados judeus brasileiros assinando uma petição para a Embaixada de Israel no Brasil?

Comentário de Sérgio Storch em 27 dezembro 2010 às 7:47
Comentário de Sérgio Storch em 27 dezembro 2010 às 7:41

Oi Tomaz, que bom termos mais um companheiro

No Cabalat Shabat em fevereiro, vamos poder trocar ideias ao vivo sobre isso.

Enquanto isso, sugiro assinar a newsletter do Jewish Voice for Peace, do JStreet, e dos Amigos Brasileiros do Paz Agora.

 

Vamos nos falando.

 

Um abraço

Sérgio

Comentário de Tomaz Seincman em 27 dezembro 2010 às 2:16

opa.. acabei de descobrir esse grupo...

vou ficar ligado por aqui!

Comentário de Sérgio Storch em 12 novembro 2010 às 20:28
Faltou dar dicas de como acompanhar esses grupos. Farei isso num post já.
Comentário de Sérgio Storch em 12 novembro 2010 às 20:20
Olá Jaime
Obrigado pelo feedback positivo. Que bom que temos então mais um!
A questão é bem incômoda para a maior parte das pessoas da nossa comunidade, e eu fico mesmo impressionado com o fato de tão poucos manifestarem sua visão crítica.
Bem, Hazbará (Jaime de Israel, me ajude) é o nome que se tem dado à "conscientização" oficial para que judeus da Diáspora saibam defender as posições do Estado de Israel.
Quando eu me refiro a Hazbará, estou na verdade falando de uma outra, baseada sim no comprometimento com o respeito à integridade e legitimidade de Israel, mas também no reconhecimento de que nem tudo que Israel faz é justificável eticamente. Parto do princípio de que, diante das evidências de ocupação ilegal e tirânica dos territórios palestinos, judeus devem reconhecer o quanto equivocada é essa conduta e essa política, e dessa forma poderem ser ouvidos para fazerem a defesa da legitimidade de Israel. Caso contrário, ao defender de forma incondicional, o tiro sai pela culatra.
Foi bom você me cutucar, pois tenho um fato da semana para colocar, e farei um post sobre ele.

Bem, o que sugiro fazer é acompanhar os grupos que militam mundialmente por essa causa, e trazer para cá debates que nos mantenham ativos, para nos momentos certos nos expressarmos coletivamente de modo a influenciarmos a comunidade judaica, por um lado, e autoridades brasileiras, por outro. Acredito que uma diplomacia inteligente do Brasil no Oriente Médio (não aquela que deu tapinha nas costas do Ahmadinejad, e tapinha nas costas do Avigdor Liberman) possa ter um grande impacto. E judeus brasileiros podem influenciar nesse sentido.

Um abraço
Sérgio
 

Membros (26)

 
 
 

© 2017   Criado por Jayme Fucs Bar.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço